Pesquisar neste blogue

domingo, 31 de outubro de 2010

Gregor Mendel - biografia e estudos



Breve biografia

Nome: Gregor Johann Mendel
Nascimento: 20 de julho de 1822
Campos: Genética
Conhecido por: Descobridor da genética
Percurso: Quando era novo ajudava o seu pai na jardinagem, pelo que começou a ter grande gosto por plantas. Como era brilhante aluno os pais encorajaram-no a ferquentar o ensino superior no Instituto de Filosofia de Olmütz (hoje Olomouc, República Checa) e na Universidade de Viena, no entanto aos 21 anos saiu e dedicou-se á vida de monge num mosteiro da Ordem de Santo Agostinho. Aí tinha ao seu cargo a suprevisão dos jardins do mosteiro.
Morte: 6 de janeiro de 1884



Estudos

No seu trabalho com ervilhas (Pisum sativum), Mendel teve em vista o estudo da hereditariedade, tendo só em conta as características descontinuas, desprezando pequenas variações individuais.


Para preceber melhor a hereditariedade, mendel teve o cuidado de utilizar linhas puras ( autopolinização que origina descendentes com caracteristicas identicas aos dos seus progenitores ). Para obter linhas puras cruzava as ervilheiras idênticas em relação a uma determinada caracteristica (geração parental), durante várias gerações (f1, f2...) e eliminava aquelas que surgiram com uma variação, dessa caracteristica.

Experiências realizadas

Monoibridismo
Analisa a transmissão de apenas uma caracteristica.


Conclusão:
  • existe uma uniformidade nos híbridos da 1ªgeração, manifestando-se apenas o carácter de um dos progenitores.
  • na 2ªgeração, ambas as variantes surgem na descendência numa proporção de 3 para 1.
  • Lei da Segregação Factorial ( 1ª lei de Mendel ): Quando um organismo produz gâmetas, os alelos são segregados (separados), de tal forma que cada gâmeta recebe apenas um dos elementos de cada par de alelos.
Diibridismo
Transmissão simultânea de duas caracteristicas.
Mendel pertendia verificar se existia alguma interferência na transmissão de dois caracteres distintos e se essa transmissão se fazia em bloco ou de forma independente.



Coclusão:
  • Segregação independente: Os alelos responsáveis pelos dois caracteres em estudo são transmitidos de forma independente para os gâmetas, isto é, independente do conjunto de genes que foi herdado de cada progenitor, os individuos f1, ao produzirem os seus gâmetas, podem combiná-los de forma aleatória, desde que cada gâmeta possua dois alelos para cada uma das duas caracteristicas.
  • Lei da Segragação independente (2ª lei de Mendel): Durante a formação dos gâmetas, alelos de diferentes genes são segregados de forma independente da segregação dos alelos de outro gene.

Reflexão:
 Visto a contextualização social, cultural da época em que Mendel iniciou os seu estudo com sementes de ervilhas sabemos que muitos conceitos cientificos ainda não tinha sido descobretos (meiose, adn, mitose, variavilidade genética...). Mendel introduziu assim a genética na ciência.



2 comentários:

segredo azul disse...

Ola danis!
Esta excelente o teu resumo...
certo é que esta mais resumido que o meu... lol
olha posso te pedir um favor...?




Não te esqueças que sou tua amigah viu???
beijinhu

Anónimo disse...

Obrigado !!!, Achei MUITOS erros ortográficos, Espero que arrume